Home / Redes sociais / Blogosfera / Parte 4 (gênero II) – Pesquisa sobre conteúdo e interações nos blogs em português

 

logo_generos_blogs_mini

Nesta quarta parte do relato da pesquisa, eu termino de apresentar as tabelas com os dados sobre temas, formas composicionais e estilos mais frequentes em cada blog analisado. Mais uma vez, eles são aqui agrupados segundo a minha proposta de gêneros de blogs apresentada aqui.

O gênero Pessoal Auto-reflexivo refere-se a blogs individuais voltados para a manifestação de opiniões e reflexões pessoais sobre si, sobre os outros e sobre a vida cotidiana dos blogueiros. Tais manifestações (mesmo em blogs privados, com acesso apenas para um pequeno grupo) podem constituir o que Nardi, Schiano e Gumbrecht (2004) chamam de “pensar enquanto se escreve”. Posts neste gênero de blog podem tratar do trabalho do autor e de colegas desse contexto. Contudo, diferentemente dos blogs profissionais, tais atividades participam como mais um aspecto da vida do blogueiro e não como foco ou tema principal. É importante salientar que o gênero pessoal auto-reflexivo é certamente o mais referenciado, tanto na academia quanto na imprensa. Possivelmente, permanece sendo o mais comum na blogosfera em números absolutos. Contudo, como se vê, ele não é sinônimo de blog. Ou seja, trata-se apenas de um gênero entre tantos outros (como se busca aqui demonstrar), e não a própria definição do que seja blog.

A tabela abaixo exibe os dados dos 2 blogs encontrados neste gênero. Vale lembrar que as 3 últimas colunas mostram os dados mais frequentes no que toca a forma composicional, tema e estilo. Os resultados abaixo foram coletados de forma independente. Ou seja, eles não são interdependentes, podendo ou não ter ocorrido ao mesmo tempo em um mesmo post. A coluna “rank” mostra a colocação do blog no ranking utilizado pela pesquisa (ela foi omitida nas tabelas anteriores). A coluna “posts” mostra quantos textos foram publicados no mês avaliado.

É interessante observar que dos 50 blogs estudados apenas 2 são do gênero auto-reflexivo. Possivelmente em nossa pesquisa atual, que avalia blogs de baixa autoridade, um número bem maior de blogs se enquadrarão neste gênero. A amostra analisada nesta pesquisa, por ser composta por muitos probloggers, e por adotar diversas estratégias para o aumento das audiências, acaba por se afastar das práticas típicas do gênero pessoal auto-reflexivo.

O gênero Pessoal Reflexivo é também produzido individualmente. Neste gênero, o blogueiro comenta as informações que recebe, analisa criticamente as notícias da mídia e demonstra suas opiniões sobre produtos culturais (livros, filmes, músicas, exposições, etc.). Pode tratar-se de blog temático (voltado para resenhas críticas de filmes, por exemplo) ou de comentários generalistas. Enquanto no blog pessoal auto-reflexivo a reflexão do blogueiro volta-se principalmente “para dentro”, para a própria existência, o gênero pessoal reflexivo caracteriza-se pela ênfase nos comentários sobre as ações e produtos de outras pessoas e organizações ou sobre a atuação de governos, políticos, esportistas, etc. E, diferentemente dos blogs profissionais, quem fala aqui é o sujeito comum, não um especialista em determinada área. Ou seja, os posts não se baseiam em argumento de autoridade. Como a voz no blog não se apresenta como aquela de um expert (mesmo que o blogueiro o seja em determinado segmento), as opiniões não são formatadas estrategicamente, tendo em vista objetivos profissionais.

Em um blog coletivo de gênero Grupal Reflexivo um grupo manifesta suas avaliações críticas sobre temas de interesse que aproximam os participantes que o compõem. Nesta publicação grupal, um grupo de amigos pode escrever posts individuais manifestando a opinião particular de cada um (sobre o campeonato brasileiro, em um blog sobre futebol, por exemplo), sendo eles até mesmo contraditórios entre si. Por outro lado, os blogueiros podem reunir seus esforços para defender uma causa comum (como software livre ou ecologia). Em blogs de fãs de algum produto cultural, os interagentes podem cooperar no sentido de discutir paixões, debater preferências e publicar resenhas críticas sobre determinados produtos.

O gênero Organizacional Informativo serve para o registro de informações sobre o segmento de atuação da organização, sem que ela manifeste seu parecer sobre os fatos. Blogs privados podem ser utilizados para o armazenamento digital de lançamentos e ações da concorrência. Blogs coletivos de probloggers são considerados informativos quando basicamente sugerem links ou produzem clipping de textos e imagens produzidos por terceiros apenas com a finalidade de gerar tráfego para suas estratégias de monetização.

O último gênero identificado nesta pesquisa foi o Organizacional Reflexivo. É através deste blog coletivo que uma organização manifesta suas opiniões sobre os temas de seu interesse. Uma organização ativista, por exemplo, pode usar o blog como manifesto online, fazendo críticas e defendendo propostas. Por outro lado, probloggers podem utilizar este gênero de blog para a análise crítica ou inclusive para a sátira de fatos de um segmento.

Os outros gêneros de minha tipologia não foram identificados dentre os 50 blogs analisados. As definições desses gêneros podem ser encontradas aqui.

Como estamos no final do ano, deixarei os dados de correlações e os resultados sobre número de comentários para relatar no semestre que vem. Até lá, gostaria muito de ouvir os comentários de vocês para que a pesquisa possa ser aperfeiçoada. Esse debate também nos ajudará a compreender melhor a blogosfera lusófona.

 
 

18 Comments

  1. Alex Primo,
    Muito interessante suas pontuações, li por cima e gostei, quero ler na minha folga a fim de dedicar mais tempo para refletir e digerir essas novas informações.

     
  2. Obrigado, Erica. Fico então no aguardo de seus comentários!

     
  3. Olá Alex,
    Eu já conhecia seu trabalho através dos textos acadêmicos, mas não fazia idéia que você tinha um espaço virtual tão interessante. Eu criei um blog em 2007 exatamente para compartilhar minha produção, divulgar informações sobre a EAD e contar algumas histórias do meu cotidiano de professora. Eu me sentia quase uma alienígena por fazer isso. São poucos os pesquisadores e professores que compartilham seus trabalhos na rede, infelizmente… Coloquei seu link no meu blog, vou ser sua leitora assídua. Parabéns pelo trabalho!
    Abraços,

     
  4. Bom dia.
    Meu nome é Aurélio Martins Favarin e sou Relações Públicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).
    Gerencio o blog TCC Comunicação (www.tcccomunicacao.blogspot.com). O espaço é destinado à publicação de resumos de tccs de graduação e pós-graduação, dissertações e teses na área de comunicação. Em 2008 o espaço contou com a publicação do resumo de: 17 tccs de graduação, 4 tccs de pós-graduação, 4 dissertações e 1 tese.
    Mensalmente o espaço oferece um livro de comunicação para o trabalho eleito como mais interessante pelos usuários do espaço.
    Escreva o resumo do seu trabalho, com aproximadamente 1.500 caracteres (com espaço), para o e-mail aurelio.favarin@gmail.com.
    Atenciosamente,
    Aurélio Martins Favarin

     
  5. Alex,
    Esse negócio da guerra Israel x sei-lah-quem-direito-ateh-agora pra mim tah sendo muito mais fácil, digo, menos difícil entender por conta dos blogs.
    Sugiro um post a respeito disso. ‘Sugiro’ ‘pra ñ fazer pressão’, mas eh quase um pedido.
    Li no Gravatai Merengue e um blogue dum cara q comentou lah umas coisas bem colocadas. Achei o blogue duma menina q indica outro dois. Vou conferir, qq coisa, volto pra indicar (Se eu animar eu leio os comentários do Gravata e te falo a qual me refiro. Mas se eu ñ o fizer, vc vai saber de qual se trata, aposto.)
    Bj

     
  6. Oi Alex! Assisti sua palestra no Campus Party e curti demais. Valeu!
    Passei aqui pra visitar o seu blog, conhecer um pouco mais o seu trabalho e convidá-lo para visitar o meu. Sou a moça do cartão da cerejinha… rsrsrsrsrsr…
    Grande abraço =)

     
  7. Dani, você tem o cartão mais criativo e saboroso (já que vem com uma cereja de verdade!) da blogosfera. Parabéns pelo blog cozinhatravessa.com.br

     
  8. Alex, admiro seu trabalho há tempos e como vc, também sou pesquisadora (só que ainda sou doutoranda, além de professora e dona de agência). Meu doutorado é sobre as redes sociais online e o papel da comunicação organizacional em tempos de informações excessivas sobre tudo e todos na rede. Gostaria muito de indicações suas (de trabalhos seus) que versem sobre o usuário-mídia. Pode me ajudar? Abraços, Carol Terra

     
  9. Olá Carolina, tudo bem? Eu faço uma crítica ao termo “usuário” em meu livro, e lá justifico por que evito esse termo.
    Ah, quero conhecer seu livro! Estás no Campus Party? Que tal uma permuta de livros?

     
  10. Alex, agradeço o retorno. Estarei no Campus Party hoje, no painel RP 2.0, às 17h50. Vou levar um livro para vc. O seu, a que vc se refere, é o Interação Mediada por computador? Abraços, Carol Terra

     
  11. Alex, eu falei contigo logo após o teu painel no Campus Party na terça, lembra? Falei sobre a qualidade dos comentários versus a quantidade deles, e sobre como os comentários de um blog podem ser classificados também como uma forma de conteúdo do próprio blog. Enfim.
    Tu pediu para eu colocar o link do meu blog por aqui, então lá vai: http://www.continue.com.br
    Temos uma série “semi-semanal” de posts chamada Discussão de Fim de Semana, onde os comentários são normalmente muito bons.
    Um abraço e parabéns pela pesquisa, que ainda lerei com mais calma.

     
  12. Carol, hoje não pude ir no Campus Party. Espero poder encontrá-la amanhã. Ah, sim, o livro que mencionei é esse mesmo. Você o tem?
    Fabio, obrigado pelo link!

     
  13. Hj quem não irá sou eu, mas envie-me seu endereço por e-mail que mando um livro. Abs. Carol Terra

     
  14. olá professor alex. gosto muito do teu blog, sou pesquisadora de blogs aqui da ufpe e suas postagens tem me ajudado muito… estou aqui p dizer q te indiquei para o premio dardos, quando puder, dê uma olhadinha no meu blog, ok?
    muito grata,
    abs recifenses,
    diqna.

     
  15. Recebeu o livro? Mandei semana passada. Abraços.

     
  16. Obrigado, Carol. Vou passar na universidade para buscar (tenho ficado em casa, escrevendo um artigo para a Compós).
    Quero muito ler para podermos interagir sobre o livro!

     
  17. Segundo Dia de Campus Party | onthetvshow.org says:

    Segundo Dia de Campus Party | onthetvshow.org

    […] Por Nathy […]

     
  18. Oi Alex, tudo bem?
    Um blog pode ao mesmo tempo ser informativo/reflexivo?
    Obrigada!

     

Qual é a sua opinião?

 

Curta minha página no Facebook

 

Assine meu canal no YouTube

 

Siga-me no Twitter

 

Newsletter

Receba novidades por e-mail